Usos e desusos das terras de Tourém
Transformações socioterritoriais em uma aldeia rural fronteiriça do Norte de Portugal com a Galiza
Diego Amoedo Martínez

Editorial Fundación Vicente Risco, 2018
DescripciónRústica con lapelas; 212 páxs.; 15,5 x 23
ISBN / ref 978-84-948980-4-4
Sinopse


Obra gañadora do XXII premio “Vicente Risco” de Ciencias Sociais

Este ensaio é fruto da dissertação de mestrado intitulada: “Usos e desusos das terras de Tourém: transformações sócio-territoriais de uma aldeia rural fronteiriça entre a Galícia e Portugal” após uma pesquisa de campo realizada entre os anos 2011 e 2013 na aldeia de Tourém.

O foco principal é a análise das transformações sócio-territoriais da aldeia decorrentes desde finais da década de 1960 e começos de 1970, momento em que o aumento da emigração contemporânea teve seu auge.

Foram abordadas, portanto, duas vertentes diferenciadas das mudanças acontecidas na aldeia: transformações sociais e territoriais da aldeia de Tourém, através do termo terra. A terra é elevada aqui a categoria analítica, pois, é um termo usado pelos moradores da aldeia de Tourém, um termo polissêmico que se refere à aldeia, baixo a nomeação de minha terra; as terras seriam também os diferentes destinos da emigração pelos que passaram os vizinhos da aldeia; e, finalmente a terra, também faz referência á terra-produtiva, sustento da agricultura e pecuária que é a atividade econômica mais importante. Através das trajetórias de vida das pessoas da aldeia e de suas histórias de família e de vida, combinam-se os diálogos teóricos com as descrições etnográficas dos usos e desusos das terras de Tourém; assim como os diferentes grupos sociais e os diferentes tempos que têm as pessoas que moram na aldeia. De forma mais explicita dialoga com conceitos como territorialidade, território, mudança social, trajetórias de vida e vida rural.
Roberto Gonzalez Vazquez - Yualah TEV virtual shop system - Yualah
Arte e ensaio

Conta andel
Carriño

Importe 15.38 €
4% I.V.E. 16.00 €
Club 15.20 €

Engadir ao carro